sexta-feira, 23 de março de 2012

Um em cada cinco chefes usam Facebook e Twitter como forma de avaliação em entrevistas de emprego

Uma pesquisa realizada pela Eurocom Worldwide e Six Degrees concluiu que um em cada cinco chefes já dispensou candidatos por causa de seus perfis no Facebook e Twitter. Mesmo que a pessoa tenha um excelente currículo, a sua reputação se abala quando os empregados resolvem avaliar o comportamento dos candidatos na Internet.

















No ambiente do Twitter se destacam aqueles que causam influência na rede, ou seja, quando outros usuários retuitam os seus posts ou enviam algum reply. Os critérios de avaliação das redes sociais não envolvem apenas as imagens, as publicações e o perfil em si.

A pesquisa descobriu que no total, 40% dos chefes utilizam as redes sociais como forma de avaliação em entrevistas de emprego. Em entrevista, o diretor de relacionamentos da Eurocom Worldwide, Mads Christensen afirmou que “o homem do século XXI está aprendendo que cada ação deixa um rastro digital permanente”.

Participaram da pesquisa 318 empresas, sendo que 80% são da Europa e 11% das Américas. Segundo a pesquisa, as redes sociais mais utilizadas para avaliar os candidatos são: LinkedIn, Twitter, Facebook e Youtube, com 74%, 67%, 64% e 56%, respectivamente.

Outro dado bastante curioso é que apenas 23% podem medir com precisão o impacto do investimento nas redes sociais nos próximos 12 meses. Além disso, 74% dos empregadores, que responderam a pesquisa, consideram importante as relações públicas na Internet para otimizar sites de busca.

Via TechTudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário